terça-feira, 5 de julho de 2011

Sentada a mesa de um palácio!

Rio de Janeiro, 14 de Junho de 2011.

Estou sentada a mesa 11 da Biblioteca Nacional no centro da cidade do Rio de Janeiro, parece um sonho mas, eu estou mesmo aqui. É maravilhoso. Os prédios do centro misturam antiguidade e modernidade.
Por fora são construções do século XVI, XVII talvez, quem sabe o século XX, mas, ainda são contruções com aspecto de um antigo muito bem conservado. Por dentro, os prédios tem estalações de ar condicionado e computadores, estalações modernas com a maior cara de século XXI, mas, ainda com o aspecto de palácio imperialista.
Vou ler um livro chamado 'A Antologia dos Poetas Vassourenses'. Farei anotações. Espero gostar.
A introdução do livro fala da história cultural de Vassouras. Fala sobre acontecimentos importantes e incentiva o leitor a querer saber mais sobre essa história.


                                           "Ao cair da tarde...
Pouco a pouco vai agonizando a tarde
       Findando-se assim mais um lindo dia
     
       E o crepúsculo em doce majestade

       Traz no seu colorido a nostalgia."

                                            Trecho do poema de Alyrio da Cunha Jordão.

Ao começar a ler  os poemas da obra, me deparei com tal estrofe. O autor observa como ninguém a chegada da noite , fazendo tão bom uso das palavras, que, ao ler posso sentir o calor sereno do pôr-do-sol.


                         " Lírios do Brejo
                 Lírios tão brancos! Fonte de doçura!
                 Doce encanto, sublime majestade!...
                 Tua cor é pureza, é liberdade!
                 Teu emblema é paz, é ternura!..."

                                       Trecho do poema de Alyrio da Cunha Jordão

Aqui, o poeta traz à atenção do leitor para o contraste da flor com seu habitat. A flor branca e o brejo negro nos traz a idéia de que o lírio é quase divino. Ele nos dá a nítida impressão de que poderíamos olhar pro lírio por horas inteiras sem que nos cansemos de sua beleza.

Terminarei esse post daqui a alguns dias. Espero que se sintam ansiosos pelo término da história. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário